PCHs no Espírito Santo e Minas Gerais tem operação comercial suspensa

Decisão refere-se às usinas Ilha da Luz e Várzea Alegre, que sofreram com chuvas intensas no final de janeiro

A superintendência de fiscalização dos serviços de geração da Aneel suspendeu a operação comercial das pequenas centrais hidrelétricas Ilha da Luz (ES) e Várzea Alegre (MG). As instalações das usinas sofreram avarias com as fortes chuvas que caíram nas regiões no final de janeiro. As decisões foram publicadas no Diário Oficial da União da última quarta-feira (26), por meio dos despachos 596 e 594.

No caso a PCH Várzea Alegre (7,5 MW), controlada pela CPFL Renováveis, está com suas duas turbinas inoperantes desde o dia 25 de janeiro, quando ocorreu o alagamento da casa de força da usina, afetando diretamente todos os equipamentos. A previsão da empresa é que as respectivas unidades voltem a funcionar entre junho e julho deste ano. Já o processo envolvendo a PCH Ilha da Luz (2,8 MW), de posse das empresas BRK Ambiental – Cachoeiro de Itapemirim S.A., encontra-se em sigilo na Aneel.