Obras de reforço em Subestação em SC entram no Reidi

Obras vão custar R$ 1,7 milhão. Lote 11 de leilão de LTs de 2017 também entra no regime

O Ministério de Minas e Energia aprovou o enquadramento de reforços na Subestação Forquilhinha, ao Regime Especial de Incentivos ao Desenvolvimento da Infraestrutura. A subestação, que fica na cidade de mesmo nome, em Santa Catarina, é da Interligação Elétrica Sul. Sem a incidência de impostos, o orçamento da obra é de R$ 1,7 milhão.

As obras consistem no reforço em instalação de transmissão de energia elétrica na SE e implantação de um novo módulo de entrada de linha 69 kV, para permitir a conexão da Cersul. O período de execução dos reforços vai de 15 de janeiro até 31 de dezembro desse ano.

O MME também autorizou a entrada no Reidi do lote 11 do leilão de transmissão 02/2017, da Itamaracá Transmissora. O lote fica na cidade de Goiana, em Pernambuco e suas obras serão executadas de março de 2018 até setembro de 2021. O empreendimento vai custar R$ 33,7 milhões, sem a incidência de impostos.