CMSE aprova medidas excepcionais para recuperar reservatórios da Região Sul

Foi autorizado o aumento do intercambio para o subsistema e o despacho de energia complementar termelétrica ou importação

O Comitê de Monitoramento do Setor Elétrico autorizou a adoção de medidas excepcionais para a recuperação dos reservatórios das hidrelétricas da Região Sul a partir da semana operativa que começa no próximo sábado, 7 de março. Entre as medidas estão o aumento do intercâmbio de energia para aquela região e o despacho de oferta de geração de energia elétrica complementar no subsistema Sul, com prioridade para a solução de menor custo entre a geração termelétrica não despachada e a importação sem substituição a partir da Argentina ou do Uruguai.

A decisão tomada na reunião mensal desta quarta-feira, 4 de março, reflete a preocupação do CMSE com as condições de atendimento à região, em razão do nível atual dos reservatórios. O volume de chuvas nas bacias dos rios Jacuí, Uruguai e Iguaçu foi abaixo da média histórica em fevereiro, e o armazenamento equivalente ficou em 20,5%. A previsão para o fim do mês de março é de que o nível dos reservatórios atinja 29,9%.

Em nota divulgada após o término da reunião, o Ministério de Minas e Energia informou que a decisão será reavaliada semanalmente pelo CMSE, para verificar a necessidade de manutenção das medidas. O monitoramento das condições hidrometeorológicas da Região Sul será feito pela sala de situação a ser instalada pela Agência Nacional de Águas, com participação de órgãos governamentais e da sociedade em geral.

Demais regiões

De acordo com o Operador Nacional do Sistema Elétrico, no mês passado as chuvas ficaram próximo à média na bacia do rio Tocantins e acima da média nas demais bacias de interesse do Sistema interligado. À exceção do Sudeste/Centro-Oeste, a Energia Natural Afluente bruta apresentou valores abaixo da média histórica nos demais subsistemas.

A energia armazenada nos reservatórios equivalentes ficou em 40,4% no Sudeste/Centro-Oeste, em 60,2% no Nordeste e em 45,8% no Norte. Para o fim de março são esperados valores de 57,1% (SE/CO), 73,7% (NE) e 70,8% (N).

A reunião de hoje do Comitê foi realizada na Agencia Nacional de Energia Elétrica. Segundo a Aneel, a iniciativa de realizar reuniões itinerantes na sede dos órgãos integrantes do CMSE partiu do Ministério de Minas e Energia. A reunião do mês passado foi feita no ONS, no Rio de Janeiro, e a de abril deve acontecer na Câmara de Comercialização de Energia Elétrica, em São Paulo.