CDE de janeiro destina R$ 73,5 milhões para transmissoras

Cotas do Proinfa para maio somam R$ 19,1 milhões

A Agência Nacional de Energia Elétrica fixou nesta sexta-feira, 06 de março, as cotas do encargo da Conta de Desenvolvimento Energético para as transmissoras referentes a janeiro de 2020. Dos R$ 73.551.945,63, a Cemig vai receber o maior valor, de R$ 19,6 milhões, sendo seguida por Furnas, com R$ 11,9 milhões e pela Eletronorte, que vai ficar com R$ 11,5 milhões. A menor cota, de R$ 27,2  mil, será destinada à Coqueiros. Os valores devem ser recolhidos até o próximo dia 10 de abril.

A Aneel também fixou os valores para as transmissoras das cotas de custeio referentes ao Programa de Incentivo às Fontes Alternativas de Energia Elétrica, para maio de 2020. Do total de R$ 19.198.078,89, a cota maior é da Eletronorte, de R$ 6 milhões. A segunda maior é da Chesf, de R$ 3,74 milhões. A menor cota também é da Coqueiros, de R$ 4.846,36. As empresas também têm até o dia 10 abril para recolher as cotas para a Eletrobras, para crédito na conta Proinfa.