Light encerra 2019 com lucro de R$ 1,3 bilhão

Endividamento da companhia ao final de dezembro ficou em 2,98 vezes a relação entre a dívida liquida sobre o resultado operacional

A Light fechou 2019 com um lucro líquido de R$ 1,3 bilhão, um aumento de mais de sete vezes quando comparado a 2018, mesmo com as perdas de R$ 366 milhões do quarto trimestre do ano. Em termos recorrentes os valores para o ano passado são mais modestos, ganhos de R$ 178 milhões, aumento de 7,4% ante 2018. E na base trimestre também há perdas, mas de R$ 48 milhões.

A empresa explicou que as perdas do quarto trimestre são atribuídas a resultados financeiros, impactados pela marcação a mercado das dívidas em moeda estrangeira.

O resultado ebitda (antes de juros, impostos, depreciação e amortização) ajustado ficou em R$ 1,96 bilhão, aumento de 16,5%. No trimestre essa linha do balanço ficou negativo em R$ 82 milhões ante os R$ 430 milhões positivos do ano passado. O recorrente apresentou uma variação positiva de 0,5%, para R$ 1,7 bilhão no ano e de 7,9% no trimestre, R$ 464 milhões. A receita líquida da empresa aumentou 12% no ano, para R$ 12,7 bilhões e em 14,9% entre outubro e dezembro, para R$ 3,1 bilhões.
Os investimentos da Light somaram R$ 885 milhões no acumulado dos 12 meses, aumento de 10,8%. Somente no quarto trimestre foram R$ 282 milhões, crescimento de 1,6%. A dívida líquida somava R$ 6,75 bilhões ao fechamento de dezembro. Com isso, o endividamento da companhia fechou o ano em 2,98 vezes a relação entre a dívida líquida sobre o ebitda ante as 3,63 vezes do encerramento de 2018.