Cteep obtém incentivos fiscais para reforço em SEs paulistas

Projeto nas subestações Capão Bonito, Itararé II e Botucatu custará R$ 16,1 milhões sem os encargos previstos pelo Reidi

O projeto de reforço nas instalações de três subestações da Cteep em São Paulo, nos municípios de Botucatu, Capão Bonito e Itararé, foi enquadrado pelo Ministério de Minas e Energia junto ao Regime Especial para o Desenvolvimento da Infraestrutura (Reidi). A decisão envolve as SEs Capão Bonito, Itararé II e Botucatu, e tem prazo para conclusão em outubro de 2021.

O Reidi prevê a isenção dos impostos PIS/PASEP e Cofins na aquisição de bens e serviços para empreendimentos de infraestrutura. Nesse caso, a desobrigação com as taxas representará uma economia de aproximadamente R$ 1,6 milhão à transmissora, que deverá desembolsar cerca de R$ 16,1 milhões para execução da iniciativa.