Projeto da Solatio de 100 MW em Pernambuco é aprovado pela Aneel

Parecer da Agência delibera UFVs Bom Nome 5 e 6 e MME enquadra eólica no RN como projeto prioritário

A diretoria da Agência Nacional de Energia Elétrica concedeu autorização à empresa Solatio Desenvolvimento e Gestão de Projetos Solares para implementação e exploração das UFVs Bom Nome 1‐5 e 1-6 sob o regime de Produção Independente de Energia Elétrica. Cada usina terá 50.MW de potência instalada no município de São José do Belmonte, no Pernambuco, com prazo de outorga de 35 anos.

Já o Ministério de Minas e Energia deliberou a construção da central eólica Acauã III, no Rio Grande do Norte, como projeto prioritário. A iniciativa é da Aliança Geração de Energia e prevê quatro aerogeradores, somando 16,8 MW de capacidade e sistema de transmissão de interesse restrito. O projeto deve ser concluído em maio de 2022, segundo o cronograma de execução.