Energia varia 0,12% e ajuda IPCA a subir 0,07%

Variação de índice é e menor desde o começo do plano Real

A alta de 0,12% na energia acabou por influenciar no aumento de 0,13% do grupo habitação em março, que contribuiu para o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo variar 0,07% em março. O valor é o menor desde o começo do Plano Real e ficou 0,18 ponto percentual abaixo da taxa de fevereiro, de 0,25%. Em março de 2019, a taxa havia sido de 0,75%. No ano, a alta é de alta de 0,53% e, nos últimos 12 meses, de 3,30%. O grupo habitação no mês anterior teve variação negativa de 0,39%.

De acordo com o IBGE, houve queda de 6,67% em Goiânia, devido à redução de PIS/COFINS e da contribuição de iluminação pública, até a alta de 4,21% no Rio de Janeiro, onde foram praticados reajustes nas tarifas de duas concessionárias a partir de 15 de março. Essa redução de 6,67% na capital goiana contribuiu para que ela atingisse o menor índice regional, negativo em 0,74%.