EDP vê mercado de distribuição encolher 5,1% no primeiro trimestre

Relatório ainda não capturou os impactos do isolamento social no consumo de energia

O mercado de distribuição de energia elétrica da EDP Brasil encolheu 5,1% no primeiro trimestre de 2020 na comparação com igual período de 2019. No total, foram distribuídos 6.188.183 MWh. Houve queda de 3% no mercado livre e – 6,7% no ambiente regulado. O consumo foi negativo nos segmentos residencial (-2%), industrial (-6,8%), comercial (-2,7%) e rural (-19,2%).

A EDP São Paulo registrou queda de 0,8% no mercado total, com queda de -4,3% no ambiente cativo e alta de 3,3% no ambiente livre. A EDP Espírito Santo registrou recuo de 11,3% no mercado total, com redução de 14% no livre e 9,6% no cativo.

A companhia informou que vem adotando as medidas de monitoramento e prevenção para proteger os seus colaboradores e as comunidades do novo coronavírus (Covid-19). A EDP reforçou a segurança de suas equipes e implantou um plano de contingência a fim de assegurar a continuidade dos serviços prestados.

“Em relação ao volume das distribuidoras, ainda não foi possível verificar impactos significativos no trimestre findo em 31 de março. Entretanto, a companhia espera redução do volume de energia distribuída no segundo trimestre de 2020, uma vez que nos dez primeiros dias de abril já houve uma redução comparável à redução verificada no Brasil”, diz a EDP, em nota divulgada na última quarta-feira, 15 de março.