Nuclep dá largada em produção de torres para LTs

Linha de produção deve começar em maio, atendendo a pedidos da Tabocas e Neoenergia

A Nuclep iniciou na última semana o processo de comissionamento das máquinas para produção das suas Torres de Transmissão de Energia. A previsão é para que a produção se inicie no próximo mês de maio, com mais de 12 mil toneladas de aço em torres entregues ao mercado em até 12 meses. As primeiras torres produzidas no piso fabril da Nuclep atenderão às empresas Tabocas e Neoenergia.

A notícia ratifica o anúncio da empresa no fim de 2019, da ampliação de sua atuação fabril ainda no primeiro semestre de 2020. Segundo o presidente da empresa, Carlos Henrique Silva Seixas, a nova atividade da caldeiraria viabilizará a independência financeira da Nuclep, com a previsão de faturamento de até R$ 300 milhões em 2022.

De acordo com o presidente da empresa, com os devidos e severos cuidados na proteção dos funcionários e colaboradores, a Nuclep trabalha para que depois de passada a fase turbulenta que o país atravessa, o Brasil esteja ainda mais iluminado e cheio de energia.