Equinor se torna acionista na Micropower Comerc

Valor do aporte não foi divulgado, mas nova sócia minoritária fica com 9,09% do capital social

A Equinor Energy Ventures adquiriu uma parcela da Micropower Comerc. O grupo de capital de risco da empresa norueguesa de energia terá uma participação minoritária que atua no segmento do armazenamento de baterias como serviço no Brasil. A transação final foi concluída na última sexta-feira, dia 24 de abril, após a aprovação do Cade. O valor do aporte não foi divulgado, mas a nova sócia terá 9,09% do capital social.
A nova sócia da Micropower Comerc se auto define como um fundo de risco corporativo de US$ 200 milhões, dedicado a investimentos em empresas promissoras que estão investindo em transição energética e impulsionando um futuro de baixo carbono. Faz parte de um grupo que está no país há quase 20 anos. É a segunda maior operadora de petróleo em volume e, através de uma parceria firmada em 2018 com a Scatec Solar, com um projeto solar de 162 MW no Ceará.
Em comunicado, Gareth Burns, diretor administrativo da Equinor Energy Ventures, comentou que tem o prazer de fazer parceria com a Micropower, aproveitando nossa longa história no Brasil e a crescente presença em projetos renováveis da empresa norueguesa no país. E ainda, que a experiência da Micropower no desenvolvimento de armazenamento será essencial para trazer soluções flexíveis de baixo carbono ao segmento de energia comercial e industrial do Brasil. A Equinor explica que tem como objetivo continuar aumentando a presença de baixo carbono da empresa no Brasil. E ainda que o país é uma área chave para a Equinor continuar desenvolvendo soluções de energia renovável.
Assim como afirmado à Agência CanalEnergia no início do ano, o CEO da Micropwer Comerc, Marco Krapels, disse que setores industriais como a indústria de mineração ainda dependem muito do diesel, e as soluções de microrrede combinam armazenamento de bateria com energia solar podem alcançar tanto economia como redução nas emissões de carbono significativas.