CCEE: projeção indica PLD médio de R$ 101,57/ MWh no Sudeste em 2020

Preço em julho deverá ficar em R$ 104/MWh

A projeção média do Preço de Liquidação das Diferenças para o ano de 2020 ficou em R$ 101,57/ MWh para o submercado Sudeste/ Centro-Oeste. O valor, acima dos R$ 80,71/ MWh previsto anteriormente, foi dado na reunião do Info PLD, realizada nesta segunda-feira, 27 de abril, pela Câmara de Comercialização de Energia Elétrica. A projeção de preço para o submercado Sul deve ficar em R$ 108,99/ MWh. A região Nordeste deverá ter PLD  de R$ 99,84/ MWh, enquanto no Norte o preço vai ficar em R$ 95,86/ MWh. O PLD na primeira semana de maio ficou no piso regulatório, em R$ 39,68/ MWh em todos os submercados.

Em julho, o preço deverá atingir o seu maior valor no período de maio a dezembro, ficando em R$ 104/ MWh em todos os submercados.  Para 2021, a projeção indica que os preços devem cair quase pela metade. No Sudeste e no Sul, ele cai para R$ 56,68/ MWh. No Nordeste, ele fica em 52,12/MWh e no Norte, ele recua para R$ 52,10/MWh.

A Energia Natural Afluente em maio no Sudeste deve ficar em 88%, mesmo valor de abril. No Sul, a ausência de chuvas e as rápidas precipitações deixou a ENA em 16% em abril, mas prevê que ela tenha ligeira subida em maio, indo para 19%. No Nordeste, ela tem uma queda acentuada para maio, recuando de 105% em abril para 79% em maio, mostrando a piora na ENA. Na região Norte, ela fica acima da média de longo termo, com 122% em maio, superando a ENA de abril, de 111%.

Já a energia armazenada do Sudeste no último dia 26 de abril tinha ficado em 54,9%, subindo 3,6%. no Sul, ela caiu, chegando a 16,1% . No Nordeste, ela chega a 88,8%, um aumento de 9,4% e no Norte fica em 79,3%, aumentado em 7,7%. O ajuste do MRE em 2020 deve ficar em 80,8%. Para maio, ele fica em 100,4%  maior que abril, de 102,9%. Para Repactuação  chega a 77,2% nos dois meses. O impacto previsto em 2020 é de R$ 9 bilhões, sendo R$ 6 bilhões no ACR e R$ 3 bilhões no mercado livre. Os Encargos de Serviços no Sistema em abril são de R$ 19,4 milhões, com R$  13,2 milhões de restrições operativas . Para maio, a expectativa aé de 17,4 milhões, apenas de restrições operativas.