WEG começa ano com lucro de R$ 440 milhões no primeiro trimestre

Receita líquida da empresa chegou a R$3,71 bilhões. negócios em GTD continuam com maior destaque

A fabricante de equipamentos WEG terminou o primeiro trimestre do ano com lucro líquido de R$ 440 milhões, valor 43,4% acima dos R$ 306,8 milhões registrados no mesmo trimestre do ano passado. A receita operacional líquida ficou em R$ 3,71 bilhões, subindo 26,7% na comparação com a obtida no primeiro trimestre de 2019, de R$2,93 bilhões. O Ebitda da WEG subiu 34,1%, chegando a R$ 619,1 milhões.

De acordo com a empresa, o desempenho no trimestre foi positivo em todas as áreas, refletindo uma boa demanda da indústria em regiões importantes e aumento de participação em mercados relevantes.

Sobre a Covid-19, a WEG diz que com exceção da China, local em que as operações ficaram paralisadas boa parte de fevereiro, houve pouco impacto nos negócios no trimestre. Porém, a fabricante deixa claro que espera impactos nos próximos trimestres, mas não consegue avaliá-los, devido às incertezas que rondam o mercado.

A área de Geração, Transmissão e Distribuição continua sendo o maior destaque da empresa. Segundo a WEG, todos os negócios, com exceção de energia eólica, cresceram na receita. A parte de geração solar distribuída manteve o bom ritmo dos trimestres anteriores e os negócios em transmissão e distribuição, com entregas importantes referente aos leilões de transmissão dos últimos anos e ainda a parte de geração térmica por biomassa, com melhora na demanda do setor sucroalcooleiro.

No mercado externo,  o trimestre apresentou bons resultados nas operações de transformadores nos EUA e México, com a sinergia entre estas operações funcionando como planejado. Outro destaque foi a operação de geradores nos EUA, principalmente, devido à boa carteira de pedidos construída nos últimos meses.