Governo abre consulta pública sobre diretrizes do Mais Luz para Amazônia

Programa criado neste ano para universalizar acesso à energia elétrica na região da Amazônia Legal tem prazo definido até 2022

O ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, divulgou para Consulta Pública a proposta do Manual de Operacionalização do Programa Nacional de Universalização do Acesso e Uso da Energia Elétrica na Amazônia Legal, conhecido como Mais Luz para a Amazônia. O programa foi criado neste ano pelo governo Bolsonaro e tem período de execução previsto até 2022.

De acordo com a portaria nº 201, publicada nessa segunda-feira, 4 de maio, os interessados em contribuir para o aprimoramento das diretrizes do programa podem fazer suas manifestações ao Ministério em sua página na internet, no Portal de Consultas Públicas, pelo prazo máximo de sete dias. Os documentos e informações pertinentes também podem ser obtidos na mesma seção do portal.