CTG Brasil aplicou R$ 29,8 milhões em projetos socioambientais em 2019

Resultado é um dos destaques do Relatório Anual de Sustentabilidade divulgado pela empresa

A geradora CTG Brasil divulgou nessa sexta-feira, 22 de maio, que direcionou R$ 29,8 milhões para projetos que beneficiam principalmente as comunidades do entorno das operações da empresa, em iniciativas de educação ambiental, valorização da cultura local, proteção da biodiversidade, dentre outros, ampliando os impactos positivos de um modelo de negócio baseado 100% na geração de energia limpa. A informação faz parte do Relatório Anual de Sustentabilidade 2019, divulgado pela companhia em apresentação do presidente Zhao Jianqiang para colaboradores.

Para o presidente, a companhia tem um papel importante para apoiar o desenvolvimento nacional, garantindo a funcionalidade da infraestrutura que apoiará o suprimento energético com eficiência e sustentabilidade. “Gerar valor de forma sustentável é o melhor caminho para atingir os objetivos estratégicos no longo prazo e é por que isso somos signatários do Pacto Global da ONU para fazer negócios respeitando os princípios de proteção dos direitos humanos, das boas práticas de trabalho, da preservação ambiental e de combate à corrupção”. Declarou Jianqiang.

Operação positiva em cenário desafiador

O Relatório Anual de Sustentabilidade 2019 também informa que a empresa registrou aumento de 4,6% em sua receita operacional líquida em 2019, atingindo R$ 4,8 bilhões. Já o lucro líquido chegou a R$ 1,3 bilhão, com crescimento de 35,9% em relação ao ano anterior. O executivo destacou a relevância dos resultados em um ambiente especialmente desafiador para as hidrelétricas no Brasil, que enfrentaram um período de seca histórico.

“Com menos chuvas, os reservatórios das nossas usinas atingiram volumes críticos, e geramos 12,8% menos energia do que em 2018”, relatou Jianqiang, afirmando que ainda assim foi possível um crescimento da receita operacional líquida da ordem de 4,6% em bases normalizadas, resultado atribuído por ele à eficiência operacional e ao empenho das equipes na comercialização e na gestão do risco hidrológico.

Ainda na contextualização do cenário adverso, vale destacar que o desempenho do setor de energia elétrica tem estreita relação com a atividade econômica brasileira, que manteve um ritmo de crescimento ainda lento em 2019. Segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o Produto Interno Bruto (PIB) evoluiu 1,1% no último ano, repetindo o patamar de 2018.

Parceria com a China gera benefícios para o Brasil, diz executivo

Na avaliação do executivo, a aplicação de tecnologias avançadas e a metodologia de trabalho da CTG Brasil são diferenciais resultantes da parceria entre Brasil e China, que refletem os resultados apresentados no relatório. “A companhia materializa a capacidade que os dois países têm de trabalhar em conjunto, compartilhar conhecimentos e investir no aprimoramento do setor energético”, explica.

Um exemplo emblemático é a modernização das usinas Jupiá e Ilha Solteira. Em 2019, a primeira fase do projeto foi finalizada com a reforma de quatro máquinas geradoras – duas em Jupiá (MS) e duas em Ilha Solteira (SP). A segunda etapa já está em andamento e permitirá que outras oito turbinas sejam modernizadas, com um investimento total de R$ 704 milhões, a ser realizado até 2021.