Covid-19: CPFL doa R$ 6 milhões a hospitais e UHEs apoiam mais famílias

No resumo das ações do dia, State Grid destinará 120 mil máscaras ao estado de São Paulo e Casa dos Ventos 136 mil itens de higiene e saúde no Rio Grande do Norte

A CPFL Energia informou nesta sexta-feira, 29 de maio, que irá doar R$ 6 milhões para aquisição de suprimentos médicos em combate ao novo coronavírus. O aporte será feito por meio da plataforma de investimento social do Grupo – o Instituto CPFL, que vai entrar com R$ 1 milhão para o Programa “Salvando Vidas”, do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico Social (BNDES), beneficiando mais de mil hospitais públicos em todo o país.

Assim como as ações especiais do programa, os R$ 5 milhões serão direcionados a 20 unidades de saúde de toda a área de concessão das distribuidoras CPFL Paulista, CPFL Piratininga, CPFL Santa Cruz e RGE. Também serão entregues testes para Covid-19, máscaras e materiais de limpeza, com as iniciativas recebendo apoio total da controladora chinesa State Grid.

Além dos recursos para auxiliar no enfrentamento da pandemia, a empresa já investiu quase R$ 34 milhões em hospitais públicos desde 2019, por meio de iniciativas de eficiência energética e ações com foco em humanização. “São 21 projetos concluídos e 78 em andamento. Até 2022, investiremos R$ 150 milhões para colaborar com a melhoria da saúde pública nas cidades em que atuamos”, reforça o Presidente do Grupo CPFL, Gustavo Estrella.

Já a State Grid Corporation of China (SGCC), por meio da sua subsidiária integral brasileira SGBP, comprou 120 mil máscaras, sendo 60 mil destinadas ao governo do estado de São Paulo e o restante à Prefeitura de Campinas. “Todos os setores da sociedade chinesa prestam muita atenção à situação epidêmica no Brasil”, disse o embaixador da China no Brasil, Yang Wanming, que também participou da cerimônia online que anunciou as ações.

Yang informou que o primeiro carregamento de mais de duas toneladas de materiais doados pelo governo central chinês chegou ao Brasil há poucos dias e que mais de 60 províncias e municípios, assim como empresas chinesas, doaram ou vão doar materiais de saúde ao país, com um valor total superior a US$ 6 milhões.

UHE Jirau e Sinop entregam equipamentos de proteção e cestas básicas

Por sua vez, as hidrelétricas continuam divulgando suas medidas em apoio às regiões dos reservatórios. A UHE Jirau doou uma remessa de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) para reforçar a contenção ao vírus em Porto Velho (RO), através de um financiamento captado junto ao BNDES e que irá possibilitar aos profissionais da saúde o incremento de 9 mil aventais descartáveis, 800 cirúrgicos, 5 mil pares de luvas de procedimento médico e 21.900 unidades de máscaras especiais.

A Secretaria de Saúde de Rondônia também foi contemplada com 9 mil pares de luvas de procedimento médico, entregues em iguais partes no Pronto Socorro João Paulo II, Hospital de Base Ary Pinheiro e no Centro de Medicina Tropical de Rondônia – CEMETRON.

A iniciativa faz parte de uma série de medidas adotadas pela usina que contribuem com o enfrentamento à doença na região. “Os materiais vão garantir a proteção dos profissionais de saúde e pacientes atendidos, sendo passo importante para que possamos ter condições de enfrentar a doença nesse momento difícil”, destaca o Gerente de Meio Ambiente e Socioeconomia da UHE, Veríssimo Neto.

 

Jirau doou 9 mil aventais descartáveis e 21.900 mil unidades de máscaras cirúrgicas a hospitais da região, como da Base Ary Pinheiro (foto: UHE Jirau)

No Mato Grosso, a hidrelétrica Sinop está na segunda semana de distribuição de cestas básicas. São cerca de 3 mil cestas dessa vez, sendo 2 mil para o município de Cláudia e mil para Itaúba. Ao todo serão 15 mil cestas, o equivalente a 183 toneladas em benefício de famílias com vulnerabilidade social, residentes na Área de Influência Direta (AID) do reservatório.

A primeira remessa, de 2.500, foi entregue na semana passada para o município de Sinop. Assim como na UHE Jirau, o recurso também é proveniente do Subcrédito Social do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), inserido no financiamento da usina.

O Diretor-Presidente da hidrelétrica, Ricardo Padilha, reforçou que a companhia se prepara para entregar as próximas cestas em outros dois municípios. “De acordo com o nosso cronograma, beneficiaremos agora  os municípios de Ipiranga do Norte e Sorriso e seguimos estamos estudando as necessidades das regiões para ajudar no que for preciso”, pontuou.

Casa dos Ventos apoia famílias com 136 mil itens

Outra doação no dia foi apresentada pela desenvolvedora de projetos eólicos Casa dos Ventos, que entregou mais de 136 mil itens de segurança e higiene para unidades públicas de saúde dos municípios abrangidos pelo empreendimento eólico Rio do Vento, entre eles Bento Fernandes, Caiçara do Rio do Vento, Riachuelo e Ruy Barbosa, todos no Rio Grande do Norte.

Entre os itens doados estão 80 mil toucas, 55 mil luvas para procedimentos médicos, 800 máscaras faciais, 285 litros de álcool em gel, 280 litros de água sanitária, além de termômetros digitais infravermelho a laser, macacões Tyvek e óculos de proteção.