WEG entrega 200 ventiladores pulmonares para o SUS

Fabricante vai direcionar mais 750 aparelhos para o governo federal e 400 para Santa Catarina; CTG doa outros equipamentos de saúde e Furnas ajuda trabalhadores terceirizados

A fabricante de componentes elétricos Weg entregou 200 ventiladores pulmonares para o Ministério da Saúde na tarde do último sábado (30). A ação faz parte do contrato que a companhia assinou com o Governo Federal na semana passada, e que prevê um total de 950 equipamentos do tipo ao Sistema Único de Saúde (SUS), que irá utilizá-los junto aos pacientes graves de Covid-19 que apresentem dificuldades respiratórias. As remessas acontecerão de forma escalonada, sendo 300 equipamentos em junho e os demais 450 aparelhos em julho.

A multinacional também informou que destinou 100 ventiladores do tipo e irá fornecer mais 400 para o estado de Santa Catarina, com a distribuição também prevista para os próximos meses. Ao todo são 1.450 ventiladores pulmonares em produção. Caso haja uma demanda adicional e componentes disponíveis no mercado, a Weg afirmou que poderá estender a fabricação.

“Estamos trabalhando dia e noite, incluindo finais de semana, para entregar o mais rápido possível os equipamentos para as UTIs, contribuindo para minimizar os impactos da pandemia”, ilustra Manfred Peter Johann, Diretor Superintendente da WEG Automação.

Para viabilizar a produção de ferramentas, válvulas metálicas, componentes plásticos, gabinetes metálicos e placas eletrônicas, o executivo reforçou que foi preciso adaptar cinco fábricas, numa operação considerada de alta complexidade, e que foi realizada em pouco mais de 30 dias na cidade sede da companhia, em Jaraguá do Sul (SC).

Weg está fabricando 1.450 ventiladores pulmonares e poderá estender produção mediante demanda adicional e componentes disponíveis no mercado (foto: Weg)

CTG doa equipamentos de saúde

Por sua vez, a geradora CTG Brasil anunciou a doação de 105 monitores de sinais vitais, 17 respiradores e 10 desfibriladores vindos da China, e que serão distribuídos a hospitais públicos pela Secretaria da Saúde do Estado de São Paulo. A ação foi anunciada durante a reunião virtual do Comitê Empresarial Solidário na última quarta-feira (27), com presença do Governador João Dória e do presidente da CTG International, chairman e presidente da CTG Brasil, Zhao Jianqiang.

Nesta segunda-feira (01), foi realizada a assinatura do termo de doação. “Estamos direcionando esforços para assumir responsabilidade social e contribuir com o salvamento de vidas, doando equipamentos médicos para assistir o estado de São Paulo no combate ao coronavírus”, comentou Zhao Jianqiang.

Cestas de higiene e limpeza para colaboradores terceirizados de Furnas

A elétrica Furnas começou a distribuir kits de higiene e limpeza para os colaboradores terceirizados que exercem funções essenciais nas unidades da empresa durante o período de pandemia. A iniciativa é uma ação conjunta da Gerência de Responsabilidade Sociocultural e da Gerência de Segurança do Trabalho, Saúde e Qualidade de Vida, e prevê mil cestas com álcool gel, água sanitária, sabonete líquido e máscaras de proteção individual, materiais essenciais no combate ao novo coronavírus.

Segundo Sérgio Ricardo Fernandes, gerente de Segurança do Trabalho, Saúde e Qualidade de Vida na companhia, a ação é destinada aos empregados que atuam nas áreas de limpeza, segurança e transporte. Inicialmente a entrega será feita na subestação São José (RJ) e na termelétrica Santa Cruz (RJ), com foco nos colaboradores que testaram positivo para a doença e precisaram ser afastados das suas atividades.

“Estamos entrando em contato por telefone com cada colaborador terceirizado para conhecer a composição familiar da moradia, como ele está mantendo o isolamento da quarentena, se a família está ciente de informações da prevenção à Covid e identificar outras demandas socioassistenciais”, explica Claudia Tenorio, assistente social da Gerência de Responsabilidade Sociocultural na empresa.

Ação de Furnas é destinada aos empregados que atuam nas áreas de limpeza, segurança e transporte (foto: Furnas)

A campanha também pretende viabilizar que os trabalhadores sejam assistidos e tenham o acompanhamento na Rede Socioassistencial. O gerente de Responsabiliade Sociocultural Marcos Machado, pontuou que para não expor os empregados que estão participando da distribuição das cestas, as mesmas serão entregues em caixas de papelão, devidamente higienizadas, a cada terceirizado. “Isso será feito quando ele retornar a uma das unidades para realizar o segundo exame, ao término do período de quarentena”, complementa o gerente.

Segundo a estatal, a ação foi organizada por áreas regionais após contatos telefônicos para conhecimento da realidade de cada trabalhador. Depois de São José e Santa Cruz, a entrega será feita na subestação Grajaú e Jardim América, seguida do Escritório Central, SE Adrianópolis e SE Jacarepaguá.