Previsão da afluência sobe para 70% da MLT no Sul

Região não teve um bom período úmido e os reservatórios das hidrelétricas estão com volumes abaixo do normal

A previsão de Energia Natural Afluente (ENA) subiu de 36% para 70% da Média de Longo Termo (MLT) no subsistema Sul, elevando a estimativa de armazenamento dos reservatórios para o final de junho a 37,7% de capacidade máxima, ante expectativa de 26,4% na semana anterior.

Os dados foram divulgados nesta sexta-feira, 19 de junho, pelo Operador Nacional do Sistema (ONS) e fazem parte da programação da operação para a semana de 20 a 26 de junho.

O aumento na previsão de afluência também foi verificado no Sudeste, que passou de 74% para 76% da MLT. O mesmo não aconteceu nos subsistemas Nordeste e Norte, os quais as expectativas de chuvas caíram para 74% e 111%, respectivamente, quando o esperado estava 78% e 114% segundo relatório da semana passada.

Também chama a atenção a previsão mensal de carga, que caiu de 61.177 MW médios para 60.825 MW médios, o que significa uma variação negativa de 4,6% na comparação com junho de 2019. A retração no consumo é constada em todos os subsistemas: -5,1% (SE/CO); – 4,6% (Sul), – 3,7% (NE); e -2% (NE).

A estimativa de armazenamento máximo dos reservatórios das hidrelétricas para os demais submercados ficou assim: 53,6% (SE/CO); 85,5% (NE) e 84,7% (N). O Custo Marginal da Operação (CMO), na média semanal, ficou em R$ 116,40/MWh (SE/CO e S) e R$ 91,98/MWh (NE e N).