UHE Jirau faz teste de recomposição de carga com sucesso

Conhecido como Black Start, teste simula um apagão e a sua recomposição sem o auxílio de uma fonte de energia externa

A hidrelétrica de Jirau realizou na último domingo, 21 de junho, o desligamento de todas as unidades geradoras da usina simulando um apagão e a sua recomposição sem o auxílio de uma fonte de energia externa. O teste é conhecido como Black Start e é feito uma vez por ano. Este foi a sétimo teste do tipo vez desde que o empreendimento entrou em operação plena.

Segundo a Energia Sustentável do Brasil, responsável pela hidrelétrica, foram restabelecidas 24 das 50 turbinas em apenas meia hora. O teste começa com o acionamento do gerador a diesel, que leva a carga inicial para dar a partida na primeira unidade geradora. Após essa parte, o barramento é alimentado, as demais unidades geradoras necessárias para o teste são recompostas e a tensão é levada até a Subestação Isolada a Gás, localizada dentro das casas de força da própria UHE Jirau.

Jirau é uma das hidrelétricas que se enquadram no chamado restabelecimento fluente, isto é, se por alguma causa ocorrer o seu desligamento, a usina tem autonomia para fazer o restabelecimento dos seus sistemas e voltar a enviar tensão à Subestação Coletora Porto Velho. A partir daí, é preciso que o Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) coordene o restabelecimento de todo o sistema brasileiro.