ONS prevê queda de 0,4% na carga de julho

Dados divulgados nesta sexta-feira, 26 de junho, indicam aumento da carga nos subsistemas Nordeste (1,9%) e Norte (1,4%)

O Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) prevê uma carga de 62.826 MW médios no Sistema Interligado Nacional (SIN) em julho. Caso a previsão seja confirmada, isso representará uma queda de 0,4% na comparação com igual período de 2019.

Os dados divulgados nesta sexta-feira, 26 de junho, indicam aumento da carga nos subsistemas Nordeste (1,9%) e Norte (1,4%) – considerando o mesmo período de comparação, porém queda no Sudeste (-0,6%) e Sul (-2,8%).

Em relação às chuvas, a previsão de Energias Naturais Afluentes (ENAs) para julho está estimada em 78% da Média de Longo Termo (MLT) no subsistema Sudeste/Centro-Oeste, que reúne 70% da capacidade hidrelétrica do país. Para os demais subsistemas, as estimativas estão assim: 64% no Sul, 66% no Nordeste e 104% no Norte.

Os modelos calculam também que o país deverá chegar ao final de julho com 50,4% de armazenamento máximo no Sudeste; 36,1% no Sul; 74,1% no Nordeste; e 84,2% no Norte.

O Custo Marginal da Operação (CMO) para a semana de 27 de junho a 3 de julho ficou assim: R$ 94,47/MWh, na média, para o Sudeste e o Sul; R$ 88,62/MWh no Nordeste; e R$ 92,95/MWh no Norte.