Atlas fecha com Dow contrato para fornecer energia solar

Com 15 anos de duração, energia virá de usina na Bahia e vai suprir fábrica de Aratu

A Atlas Renewable Energy, juntamente com a multinacional americana de ciência dos materiais Dow, anunciou na última terça-feira, 30 de junho, a assinatura de um contrato de energia solar em larga escala no Brasil. O fornecimento de energia será feito por meio da usina solar Jacarandá, localizada em Juazeiro (BA). O contrato prevê o fornecimento anual de mais de 440 GWh para atender prioritariamente a Dow durante 15 anos, a partir do primeiro semestre de 2021.

A usina solar de Jacarandá terá capacidade instalada de 187 MWp e contará com mais de 450 mil módulos. Ela irá gerar energia suficiente para suprir parte considerável das necessidades energéticas da fábrica de Aratu, da Dow.  A quantidade de energia gerada seria suficiente para atender a uma cidade de 750 mil habitantes. Além disso, a planta irá evitar a emissão de aproximadamente 35 mil toneladas de CO2 por ano. O contrato contribui para as metas de sustentabilidade da Dow, como parte do compromisso da companhia de utilizar 750 MW de sua demanda de energia a partir de fontes renováveis até 2025. A Dow também anunciou recentemente metas adicionais de redução de carbono, que buscam reduzir suas emissões anuais em 15% no período de 2020 a 2030. Isso representa uma redução de 5 milhões de toneladas de CO2 nos próximos dez anos, em outro passo significativo para alcançar a neutralidade de carbono até 2050.

O empreendimento será projetado, construído e operado pela Atlas, cujo histórico e experiência tem posicionado a empresa como um fornecedor essencial no segmento de energia renovável na América Latina. No mercado brasileiro, a companhia tem expandido sua presença, onde se estabeleceu com mais três usinas no Estado da Bahia e outra planta no Ceará: São Pedro (67 MW), Sertão Solar Barreiras (117 MW), Engenheiro Manoel de Andrade, anteriormente conhecido como Juazeiro (167MW), e Sol do Futuro (81 MW).

A usina Jacarandá fará uso de módulos bifaciais, tecnologia de ponta em energia solar. Esses painéis solares absorvem a radiação nas faces dianteira e traseira, otimizando a conversão fotoelétrica e aumentando, dessa forma, a eficiência geral da usina. Como parte do compromisso da Atlas Renewable Energy com a Bahia, a construção da usina de Jacarandá prevê o desenvolvimento de programas para reforçar o bem-estar geral das comunidades locais.

De acordo com Claudia Schaeffer, diretora global de negócios da Dow para Energia & Mudanças Climáticas, a empresa tem o prazer de fazer parcerias com os principais produtores de energia limpa, como a Atlas Renewable Energy, enquanto trabalha para reduzir a intensidade de nossas emissões e apoiar projetos que adicionam maior contribuição renovável e diversidade à rede/matriz. Para Carlos Barrera, CEO da Atlas, a empresa tem se posicionado como parceiro estratégico para grandes consumidores na América Latina para atendê-los com energia limpa, ajudando-os a reduzir suas pegadas de carbono e a reduzir custos.

Segudo ele, o objetivo da Atlas é criar soluções competitivas de energia limpa para os clientes, desenvolvendo e implementando novos projetos de energia renovável de classe mundial e agindo de forma responsável com as comunidades locais. Luis Pita, diretor geral da Atlas para o Brasil, enfatizou que o objetivo é continuar a impulsionar o mercado brasileiro, implementando soluções com novas tecnologias e os mais altos padrões de sustentabilidade em todos os nossos projetos.