CCEE aguarda adesão para definir contratação da Conta Covid

Custo total estimado para o financiamento pode chegar a CDI mais 3,9%

A Câmara de Comercialização de Energia Elétrica informou em nota que recebeu na última quarta-feira, 1º de julho, a lista dos 19 bancos participantes e as condições de remuneração do empréstimo da Conta Covid. A operação financeira que vai injetar recursos no setor elétrico tem um limite de contratação de R$ 16,1 bilhões, mas o valor total da operação só será conhecido após a declaração de interesse das distribuidoras. Elas terão até sexta-feira, 3, para formalizar a adesão.

A taxa de remuneração estimada para o empréstimo é CDI (Certificado de Depósito Interbancário) mais 2,9% ao ano, o que representa um custo total do financiamento de CDI mais 3,9%, de acordo com a CCEE. “Agora, com a definição dessas condições, vamos acompanhar de perto as declarações de intenção das distribuidoras interessadas em fazer parte do empréstimo”, afirmou o presidente do Conselho de Administração da CCEE, Rui Altieri, no comunicado divulgado pela assessoria.

A partir da adesão das distribuidoras, a CCEE, a Agência Nacional de Energia Elétrica e BNDES darão sequência ao processo para formalizar a contratação. Fora o banco estatal, os nomes das instituições financeiras participantes não foram  divulgados.