EPE prorroga trabalho remoto até o fim do ano

Decisão da diretoria executiva leva em consideração bom desempenho do home office desde março e redução de custos e riscos

Os colaboradores da Empresa de Pesquisa Energética (EPE) tiveram o regime de trabalho remoto prorrogado até 31 de dezembro desse ano, em decorrência da evolução dos casos de Covid-19 no país e no Rio de Janeiro, onde está o escritório-sede da empresa. A decisão, informada na última quarta-feira (01), foi tomada em reunião de Diretoria Executiva no final de junho, após avaliação de custos, riscos e benefícios de um retorno em curto prazo.

A EPE iniciou migração para o home office no dia 16 de março, alcançando a totalidade de seu quadro sem interrupções das atividades. A Diretoria Executiva avaliou que o bom desempenho observado no regime remoto desde março reduz a necessidade de assumir custos adicionais neste momento, com investimentos e medidas rigorosas de proteção, sendo assim possível aguardar momento mais oportuno para o retorno às atividades presenciais.

Ademais, a entidade disse que a indicação de não retornar antes de 31 de dezembro permite realizar um melhor planejamento das atividades, sobretudo a alocação dos recursos humanos e orçamentários, frisando que a definição da data de retorno dependerá das condições de saúde, exigências sanitárias e evolução da situação da pandemia.