Concessionárias devem ter estratégia para eventos climáticos extremos, diz estudo da Accenture

Apenas 24% dos executivos dessas empresas acreditam estar bem preparados para clima extremo

O estudo “Da Confiabilidade à Resiliência: Como Enfrentar os Desafios de Eventos Climáticos Extremos”, produzido pela Accenture mostra a necessidade da resiliência das concessionárias perante os eventos climáticos extremos. Do contrário, elas acabarão colocando em risco suas organizações e clientes. O crescimento da discussão sobre o tema sinaliza que a maioria das concessionárias de energia elétrica ainda não está preparada para o aumento do estresse operacional.

Dentre os executivos de concessionárias pesquisadas, apenas 24% acredita estar bem preparado para enfrentar os desafios do clima extremo. O estudo mostra ainda que 90% dos executivos dessas concessionárias acreditam que eventos
climáticos extremos representam um grande risco financeiro para seus negócios. A confiabilidade da rede visada durante anos pelas empresas não é mais suficiente, já que quando ela é vítima de um evento climático extremo somado a um secundário, como a pandemia de Covid-19, a situação piora drasticamente. “A solução está em ter maior resiliência. O importante é ser capaz de passar com sucesso de uma estratégia centrada na confiabilidade para outra centrada na resiliência”, diz o estudo.

De acordo com o estudo, uma estratégia de resiliência eficaz pode convencer as partes interessadas que o desenvolvimento e a manutenção dos recursos necessários para lidar com esses tipos de eventos justificam os investimentos necessários. A Accenture coloca com requisitos dessa estratégia o estabelecimento dos fundamentos da resiliência, o desenvolvimento dessa rede e a exploração do serviços emergentes da resiliência.

Nos fundamentos da resiliência, as concessionárias devem considerar que elas não podem esperar, devido ao risco para a rede e que só elas possuem as informações e os recursos necessários para avaliar o grau de resiliência. O diálogo com clientes e órgãos reguladores é mais um aliado. No desenvolvimento da rede, os reforços tradicionais não devem ser esquecidos, assim como investimentos em redundância, energia distribuída e microrredes, além da redução no tempo da interrupção. As oportunidades em veículos elétricos e armazenamento de energia poderão formar uma base de soluções para dar suporte à resiliência local onde a rede possa apresentar alguma falha.

Outro ponto abordado pelo estudo é que como o benefício do planejamento de resiliência climática deixa as concessionária com mais capacidade para enfrentar crises inesperadas. A Accenture citou players como San Diego Gas & Electric, Florida Power & Light, Enel, UK Power Networks e Horizon Power como exemplos que fizeram grandes avanços nas suas estratégias de resiliência. Segundo o estudo, o retorno dessas ações pode ser substancial, deixando as concessionárias mais preparadas para lidar com os eventos climáticos imprevisíveis e de alto impacto, assim como com seu impacto financeiro e outras crises.