PLD médio no Sudeste/Centro-Oeste fica em R$ 83,69/MWh

Afluências no submercado levaram a queda no preço

A Câmara de Comercialização de Energia Elétrica informa que o Preço de Liquidação das Diferenças, para o período de 04 a 10 de julho teve queda e foi fixado em todos os submercados. Os preços médios dos submercado Sudeste/Centro-Oeste e Sul diminuíram 13%, indo de R$ 96,57/MWh para R$ 83,69/MWh. O preço apresentou queda de 8% no Nordeste e 12% no Norte, também sendo fixados em R$ 83,69/MWh. O principal fator responsável pela queda do PLD foi o aumento na expectativa de afluências do SIN para o mês de julho, principalmente nos submercados Sudeste/Centro-Oeste e Sul.

A expectativa é que as afluências de julho de 2020 fechem em torno de 84% da média de longo termo para o Sistema Interligado Nacional (SIN), sendo aproximadamente 84% na região Sudeste/Centro-Oeste, 80% na região Sul, 68% na região Nordeste e 103% na região Norte. Para a próxima semana operativa, a previsão é de que a carga para o SIN fique cerca de 29 MW médios mais elevada do que a previsão anterior, com alta somente no Sudeste/Centro-Oeste, de 167 MW med. O Nordeste tem previsão de queda de 138 MW med na carga. Já para os submercados Norte e Sul a previsão permaneça a mesma.

Os níveis dos reservatórios do SIN ficaram cerca de 728 MW médios acima do esperado. Eles estão mais baixos que a expectativa anterior no submercado Sudeste, que era de redução de 1.022 MW med e no Norte, de recuo de 31 MW med, enquanto os submercados Sul e Nordeste ficaram acima 1.213 MW médios e 568 MW médios, respectivamente. O fator de ajuste do MRE estimado para o mês de julho de 2020 passou de 66,4% para 67,9%. O Encargo de Serviços do Sistema para julho de 2020 tem previsão de R$ 15,6 milhões, sendo R$ 14,8 milhões devido a restrições operativas e R$ 800 mil referente a Unit Commitment, a  decisão de acionamento ou não de unidades geradoras durante um determinado período de operação que está sujeita a restrições.