Wärtsilä fornecerá equipamentos para térmica a óleo vegetal em Roraima

O processo de engenharia, construção e compras (EPC) já começou e sua conclusão está programada para o primeiro semestre de 2021

A fabricante Wärtsilä assinou com a Palmaplan Energia um contrato para fornecer engenharia e equipamentos para uma usina de 12MW no estado de Roraima. O cliente é subsidiário do Grupo Oleoplan, tradicional produtor brasileiro de biodiesel, derivados do processamento de soja e gerador de energia eólica, sendo este o seu primeiro projeto de usina termelétrica.

O projeto consistirá em dois motores a combustão Wärtsilä 12V32, movidos a óleo vegetal, sistemas auxiliares, casa de máquinas e engenharia. O início da operação comercial está programado para junho de 2021. A usina tem contrato de fornecimento de energia de 15 anos.

Roraima é o único estado brasileiro sem conexão ao Sistema Interligado Nacional (SIN). Atualmente, quase 100% da região é suprida por usinas termelétricas a diesel. Por essa razão, ter uma geração de energia a partir de óleo vegetal garante eficiência, confiabilidade e sustentabilidade ambiental.

“Este projeto é parte do plano de expansão do Grupo Oleoplan que busca ampliar a sua atuação no setor de geração de energia elétrica por meio de fontes renováveis. Estamos orgulhosos por contribuir com o suprimento de energia ao estado de Roraima e com o desenvolvimento sócio econômico das regiões onde atuamos, o que será feito de forma segura, eficiente e sustentável”, disse Giovani Cruz, diretor de Operações da Palmaplan.

O processo de engenharia, construção e compras (EPC) já começou e sua conclusão está programada para o primeiro semestre de 2021. A Wärtsilä possui 2.700 MW de capacidade instalada de energia no Brasil.