Copel avança na construção da sua primeira usina solar

Sistema de minigeração distribuída entra em operação ainda em 2020

A Copel e a Sistechne Participações finalizaram parte de roçagem do terreno e cravação de estacas onde será construída uma usina solar de 5,36 MWp, em Bandeirantes, no Paraná. As primeiras frentes da obra também abrangem a aquisição de equipamentos da estação solarimétrica, cabos, religadores e materiais de aterramento, bem como os primeiros passos da construção da rede de distribuição que irá conectar o projeto à rede elétrica.

A primeira usina solar fotovoltaica da Copel deve entrar em operação ainda em 2020 e vai funcionar em regime de minigeração distribuída. Nesse modelo de negócios, a companhia implanta e opera as unidades de geração de energia e o cliente assina um contrato de aluguel da usina, obtendo desconto na fatura de energia.

“A Copel está à disposição para desenvolver outros projetos semelhantes, inicialmente para clientes comerciais e industriais”, diz a companhia em nota divulgada à imprensa nesta quarta-feira, 22 de julho.

Empresas interessadas em compensar seu consumo de energia por meio da geração distribuída podem entrar em contato com a Copel através do site www.copel.com/geracao-distribuida