Isolamento social aumenta incidentes com pipas na rede elétrica

Enel São Paulo constatou crescimento de 205% no número de eventos relacionados a brincadeira que impactaram o fornecimento de eletricidade

É comum entre os meses de férias escolares as redes elétricas serem alvos da prática de soltar pipas. No entanto, a pandemia de coronavírus e as medidas de isolamento social para o combate ao vírus agravaram esse problema. É o que supõe uma analise realizada pela Enel São Paulo, concessionária de energia que atende a capital paulista.

“A Enel Distribuição São Paulo identificou um aumento de 205% no número de incidências com pipas na rede elétrica, impactando o fornecimento de energia. O intervalo analisado coincide com o período da recomendação das autoridades para o distanciamento social por conta da contaminação do Covid-19”, diz a companhia em nota à imprensa nesta sexta-feira, 24 de julho.

Foram 1.560 ocorrências que implicaram no desligamento da rede de distribuição de energia, entre os dias 16 de março a 30 de junho de 2020. Os dados apontam que entre as áreas mais afetadas estão as regiões Leste e Sul, seguidas por Oeste e Norte.

Já, na rede de alta tensão, o número de casos passou de 1 para 9, com maior incidência na zona Sul da cidade de São Paulo e no ABC Paulista. Nesses casos, equipes da distribuidora são mobilizadas para realizar os reparos necessários e substituir parte dos fios para restabelecer o serviço.

“Neste momento em que a população está mais em casa, soltar pipa é uma atividade que pode acontecer com mais frequência. Mas, é importante reforçar que os riscos de empinar pipa próximo da rede elétrica permanece”, explica Erika Calderara, responsável pela área de Segurança da Enel Distribuição São Paulo.

A companhia reforça que o contato de pipas com a rede elétrica pode ser uma combinação perigosa. Quando não se leva em consideração a segurança, a brincadeira, além de ocasionar danos à rede e prejudicar o fornecimento de energia, pode provocar acidentes graves e em algumas circunstâncias até fatais.