Níveis caem em todos submercados brasileiros

Maior variação foi de 0,6% no Sul, que ainda trabalha acima de 60%. SE/CO opera com 49%

Os reservatórios brasileiros apresentaram queda em suas capacidades de armazenamento na última segunda-feira, 27de julho, na comparação com o dia anterior, informa o boletim diário do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS). Com 0,6%, a região Sul teve a maior variação, indo para 60,2% de seu volume. A energia afluente afere 112% da MLT e a armazenada 11.975 MW. As UHEs Passo Fundo e G.B Munhoz funcionam, respectivamente, com 72,80% e 48,72%.

No Sudeste/Centro-Oeste os níveis caíram 0,2%, ficando em 49,1%. A energia contida aparece com 99.503 MW mês e a afluente segue com 81% da MLT. Furnas registra 58,05% e a UHE São Simão opera a 57,72%. O subsistema Nordeste trabalha a 82,7%, após decréscimo de 0,3%. A energia afluente armazenável permanece em 72% e a armazenada foi para 42.654 MW mês. A hidrelétrica de Sobradinho funciona com 80,29% da capacidade.

Os reservatórios do Norte também diminuíram em 0,3% para 81,3% de sua vazão e conferem uma energia armazenada de 12.336 MW, enquanto a armazenável aparece com 90% da MLT. A usina de Tucuruí trabalha a 96,80%.

Outras informações sobre níveis de armazenamento, bem como a geração de gráficos comparativos, podem ser acessadas na Seção Reservatórios do Monitor, disponível para assinantes do CanalEnergia.