AES Tietê compra 187 MW em eólicas no RN

Empresa pagará R$ 650 milhões e assumirá mais uma dívida de R$ 201 milhões de parques que foram negociados no LER 2009

Em menos de 10 dias desde que a AES Tietê anunciou oficialmente que a AES Corp tinha ficado com a parcela do BNDESPar em seu capital social, a geradora volta a apresentar uma nova negociação ao mercado. Dessa vez a companhia fechou a compra de três projetos eólicos. O valor total da aquisição é de até R$ 650 milhões, sendo R$ 449 milhões, a ser pago 51% na data do fechamento da operação e 49% após 5 meses da data, sem atualização monetária das parcelas. E ainda faz parte do acordo assumir a dívida líquida do projeto, cujo saldo estimado é de R$ 201 milhões.
O contrato de compra e venda de ações foi fechado com a J. Malucelli Energia e demais acionistas para a aquisição  da totalidade das ações representativas do capital social das sociedades de propósito específico que compõem os Parques Eólicos Brasventos Eolo (antigo Rei dos Ventos 1), Rei dos Ventos 3 e Miassaba 3. Esses ativos somam potência instalada de 187 MW distribuídos em 112 aerogeradores da GE com 1,67 MW. Estão localizados no Rio Grande do Norte. O valor médio do PPA atrelado a esses parques é de R$ 269,33/MWh com prazo até maio de 2034, foram negociados no leilão de energia de reserva de 2009.
Com a conclusão da Operação a AES Tietê passará a contar com uma capacidade instalada de 3,9 GW do seu portfólio 100% renovável. “Este Projeto está alinhado à nossa estratégia de crescimento e diversificação e a potencial criação de um cluster eólico, no Rio Grande do Norte, em uma das regiões de melhores ventos do país”, comenta a empresa em fato relevante publicado nesta quarta-feira, 5 de agosto. E acrescenta ainda que o valor acordado está sujeito a ajustes usuais neste tipo de operação, inclusive pela variação capital de giro e será financiado, em sua totalidade, por meio da capacidade de endividamento adicional do projeto e da companhia.