EDP antecipa obras de transmissão em um ano

ONS liberou operação comercial do Lote 11, que irá beneficiar parte do Maranhão e o noroeste piauiense

A EDP recebeu do Operador Nacional do Sistema Elétrico o termo de liberação para operação comercial da linha em 230 KV SE Miranda II/SE Chapadinha II, que integra o Lote 11 do leilão n.º 005/2016. A aprovação aconteceu com 12 meses de antecipação frente ao cronograma oficial junto à Agência Nacional de Energia Elétrica.

O empreendimento é composto por duas linhas de transmissão que totalizam 203 quilômetros de extensão no estado do Maranhão e noroeste do Piauí. O primeiro trecho, Coelho Neto/SE Chapadinha II, já estava em operação desde janeiro deste ano, com 19 meses de antecipação em relação ao calendário do regulador. O projeto, que ainda contemplou a ampliação das subestações de energia de Miranda do Norte e Coelho Neto, recebeu investimento de R$ 182 milhões.

Com a conclusão da entrada em operação, a RAP da companhia passa a ser de R$ 32,8 milhões, resultando em uma receita antecipada de aproximadamente R$ 42,7 milhões. A elétrica informou que o projeto tem alavancagem de 70% do capex total, através de um contrato de financiamento com o Banco do Nordeste do Brasil, que juntamente com os valores acima citados, superam as métricas de retorno e VPL previstas no leilão.

A elétrica afirmou já ter aplicado R$ 2,7 bilhões em obras e projetos de transmissão, prevendo mais R$ 3,8 bilhões até 2022 para a construção de mais de 1,4 mil quilômetros de linhas e de seis subestações nos estados de Santa Catarina, Rio Grande do Sul, São Paulo, Minas Gerais, Maranhão e Espírito Santo.