CGHs são enquadradas ao Reidi em Santa Catarina

Centrais Ramada (3,5 MW) e Granada (3 MW) receberam parecer positivo do MME

O Ministério de Minas e Energia (MME) aprovou o enquadramento de duas centrais hidrelétricas catarinenses junto ao Regime Especial de Incentivos para o Desenvolvimento da Infraestrutura (Reidi), segundo as portarias nº 301 e 302 publicadas no Diário Oficial da União. Com duas turbinas e 3,5 MW de potência, a CGH Ramada tem o término de suas obras no município de São Joaquim estimadas para até março de 2022, e irá angariar R$ 22,2 milhões em recursos livre dos encargos PIS/PASEP e Confins.

Já a CGH Granada prevê duas unidades geradoras, totalizando 3 MW de capacidade instalada entre São Miguel da Boa Vista e Romelândia. O prazo para execução do projeto vai até maio do ano que vem, um investimento da ordem de R$ 18,9 milhões sem as taxas.