Doações da Eletrobras em meio à pandemia passam de R$ 23 mi

Campanha Salvando Vidas é capitaneada pelo BNDES e entregou equipamentos para 109 unidades de saúde além de cestas básicas para vulneráveis

A Eletrobras aprovou nessa quarta-feira, 12 de agosto, uma doação de R$ 23,7 milhões para desenvolvimento de ações em combate à covid-19 pelo país. Desse montante, quase R$ 19,8 milhões foram reunidos pelas empresas CGT Eletrosul, Chesf, Eletronorte, Eletronuclear, Furnas e a holding, através da campanha Salvando Vidas, capitaneada pelo BNDES, em que o banco dobra o valor dos doadores, ampliando ainda mais o alcance da ação em todo país.

As doações chegarão a 109 hospitais e santas casas do Sistema Único de Saúde (SUS) em 102 municípios de 24 estados e Distrito Federal. Os recursos serão aplicados em kits de proteção para o profissional de saúde, com materiais como touca, óculos de proteção, máscara cirúrgica, avental de manga longa, luvas, oxímetro de pulso, estetoscópio e aparelho de pressão.

Outros R$ 2 milhões entregues pela Eletronorte serão direcionados para aquisição de duas ambulâncias e um tomógrafo para o Hospital Regional de Tucuruí (PA), e R$ 875 mil em equipamentos de saúde para comunidades indígenas e associações comunitárias na Amazônia.

Já a CGT Eletrosul, Chesf e Eletronuclear aprovaram a doação de R$ 455 mil em mais de 8 mil cestas básicas para comunidades do entorno de suas instalações. A Eletronuclear também aportou R$ 276.614 para disponibilizar 2.600 testes de covid ao SUS em Angra dos Reis, Paraty e Rio Claro, no estado do Rio de Janeiro, e a Chesf está aplicando mais R$ 20 mil em ações sociais no entorno de suas operações.

Furnas direcionou R$ 130 mil para kits de higiene e 16,6 mil máscaras de proteção para aproximadamente 4.150 famílias em situação de vulnerabilidade social. Por sua vez, a holding lançou ainda R$ 100 mil à campanha Máscaras + Renda, promovida pela Vale, valor que será revertido em insumos e remuneração de costureiras de baixa renda para a confecção e distribuição gratuita de 27 mil máscaras ao redor das ruas do escritório central da empresa no Rio de Janeiro, numa parceria com o Centro de Referência de Assistência Social (Cras) que atende a região.