Energisa tem prejuízo de R$ 88 mi no segundo trimestre

Ebitda de R$ 727,4 milhões mostra queda de 11,2% no período

O segundo trimestre do ano trouxe um prejuízo líquido consolidado de R$ 88 milhões para a Energisa. A empresa, que divulgou seus resultados na noite da última quinta-feira, 13 de agosto, teve receita operacional líquida, sem receita de construção, de R$ 3,87 bilhões, valor 3,6% menor que os R$ 4 bilhões registrados no mesmo período de 2019. O ebitda da Energisa teve uma queda de 11,2%, indo para R$ 727,4 milhões.

Os investimentos de R$ 671,5 milhões no período mostram que eles ficaram 11% abaixo do que foi registrado no segundo trimestre do ano passado. A Energisa classificou o trimestre como sendo muito afetado pela covid-19, com os segmentos rural e residencial do mercado faturado mostrando resiliência.

No semestre, o lucro do grupo ficou em R$ 493,7 milhões, bem acima dos R$ 119,9 milhões do primeiro semestre de 2019. A receita líquida teve um recuo de 3,2%, ficando em R$ 8,1 bilhões. Já o ebitda em seis meses ficou em R$ 1,57 bilhão, 4,3% menor que os R$ 1,64 bilhão do período anterior. Os investimentos de R$ 1,4 bilhão no semestre mostram um crescimento de 6,7%.