EDP e Engie se destacam em ranking nacional de inovação

Plataforma Top 100 Open Corps elegeu as cem empresas mais comprometidas com ecossistemas envolvendo novas tecnologias no país

A EDP conquistou o 4º lugar no ranking Top 100 Open Corps, que reconhece o comprometimento corporativo no ecossistema de inovação brasileiro. A publicação é parte do Ranking 100 Open Startups, que avalia o engajamento de grandes empresas no relacionamento com startups. Na edição deste ano é a melhor posição de uma companhia do setor elétrico nacional.

Dentre as iniciativas da empresa voltadas ao relacionamento com startups destacam-se o Starter Business Acceleration, programa de aceleração nas áreas de energias limpas, soluções para clientes, inovação digital, armazenamento de energia, redes inteligentes, acesso à energia e inovação em processos internos.

Já o EDP Ventures é o veículo de investimento do grupo e prevê R$ 30 milhões em recursos para projetos nesse segmento. “Adotamos o conceito de Inovação Aberta, pautado pela colaboração com o ecossistema de startups, parceiros de negócios, clientes, instituições acadêmicas, órgãos reguladores, entre outros”, destaca Rafael Marciano, gestor de Inovação da EDP Brasil.

Engie também se destaca – Outra classificada do setor foi a Engie, que segundo seu CEO trabalha em duas vertentes de inovação: a incremental, fruto do envolvimento das áreas e unidades, e a disruptiva, trabalhada principalmente no Engie Lab Brasil, unidade global de inovação da multinacional e que se instalou no país em 2018.

“Promovemos a inovação com programas internos entre nossas unidades e times e externamente por meio de parcerias com diversos agentes do ecossistema de inovação, sejam universidades, empresas, empreendedores ou startups “, conclui Maurício Bähr, CEO da Engie Brasil.

O anúncio oficial para as empresas será realizado durante a edição especial de agosto da XII Open Innovation Week (Oiweek), maior encontro de inovação aberta do Brasil, que acontece de 26 a 28 de agosto.