Engie volta a receber certificação antissuborno

ISO 37001 foi revalidada após minuciosa avaliação de práticas da empresa

A Engie foi mais uma vez reconhecida pelos seus padrões e controles no campo da ética em seus negócios e pelo compromisso da alta administração da companhia com esse pilar da empresa ao receber a certificação ISO 37001– que contou com a chancela da auditoria independente Ethics Intelligence. De acordo com Maurício Bahr, CEO da Engie Brasil, a ética faz parte da mentalidade da empresa, do dia a dia, da forma de trabalhar e de como se relaciona com todos os públicos de interesse. Segundo ele a empresa não trata o tema apenas como um conjunto de regras, mas como parte estrutural da companhia. A certificação especifica os requisitos e fornece orientação para estabelecer, implementar, manter, revisar e melhorar o sistema de gestão antissuborno.

O Grupo Engie obteve a certificação ISO 37001 em 2018 em nível global e, agora, após dois anos, obteve a revalidação dessa certificação, o que confere ainda mais credibilidade a todo o processo. Além de analisar documentos, a auditoria realizou uma ampla avaliação da companhia. Foram feitas entrevistas com a alta administração da Engie Brasil, diretores, gerentes e colaboradores de diversas áreas. A companhia apresentou ainda seu programa de ética e explicou sua análise de risco, bem como seu sistema de controles internos.

O CEO da Engie Brasil ressaltou a importância da validação do programa por uma auditoria externa independente e de relevância internacional. Trata-se, segundo Bähr, de “um reconhecimento do envolvimento de toda a companhia para cumprir com nossa política de tolerância zero, especialmente contra a fraude e corrupção, e nosso total compromisso com as regras éticas.