Solar centralizada supera 3 GW de capacidade instalada no Brasil

No total, a tecnologia acumula mais de R$ 15,9 bilhões em investimentos privados realizados

O Brasil acaba de ultrapassar a marca de 3 GW de potência operacional da fonte solar fotovoltaica em usinas de grande porte – seis anos depois do primeiro leilão realizado em 2014 para contratação da fonte.

No total, a tecnologia acumula mais de R$ 15,9 bilhões em investimentos privados realizados (desconsiderando os investimentos em geração solar distribuída), segundo cálculos da Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (Absolar), e gerou cerca de 90 mil empregos diretos e indiretos no período. Até 2025, o Brasil acumulará R$ 25,8 bilhões investidos em energia solar, considerando os projetos já contratos.

Atualmente, a geração solar representa 1,7% da matriz elétrica do país. “A energia solar terá função cada vez mais estratégica para o atingimento das metas de desenvolvimento econômico do país, sobretudo agora no período pós-pandemia, já que se trata da fonte renovável que mais gera empregos no mundo”, disse o presidente-executivo da Absolar, Rodrigo Sauaia, em nota a imprensa nesta sexta-feira, 28 de agosto.