Eletrobras conclui venda de participação na Manaus Transmissora para Evoltz

Operação custou R$ 251 milhões e deixa Evoltz como única dona da transmissora

A Eletrobras informou em comunicado ao mercado na última quinta-feira, 3 de setembro, que a venda para a Evoltz da sua participação de 49,5% na Manaus Transmissora de Energia S.A foi concluída. A venda rendeu R$ 251.102.988,26 para a estatal e já foi aprovada pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica. De acordo com a Eletrobras, a operação é uma das inciativas ligadas ao Plano Diretor de Negócios e Gestão 2020/2024.

A operação deixou a Evoltz com a totalidade do controle da MTE, já que desde maio de 2018 ela tinha os outros 50,5%. A Manaus Transmissora opera uma Linha de Transmissão de 558 quilômetros de extensão que opera em 500 kV, que começa na Subestação Oriximiná, no Pará, passa pela SE Silves no Amazonas e termina na SE Lechuga, no mesmo estado. A LT passa por 12 cidades nos dois estados.

A Evoltz controla sete companhias que operam mais de 3,5 mil quilômetros em dez estados, com Receitas Anuais Permitidas consolidadas que somam R$ 550 milhões no período 2020/2021.