Consumo de energia até julho recua 4,1%, informa EPE

No mês de julho a retração ficou em 1,5% e em junho foi de 7,3%, apenas o consumo residencial apresentou alta nesses dois períodos

O consumo de energia elétrica no Brasil totalizou 37.715 GWh em julho, representando recuo de 1,5% sobre igual mês de 2019. A informação consta da publicação Resenha Mensal da Empresa de Pesquisa Energética, que voltou a ser publicada. Essa é a menor queda em relação aos últimos três meses, relata. Por ambiente de contratação houve queda de 3,2% no cativo e expansão de 1,5% no livre. O consumo acumulado em 12 meses alcançou 470.645 GWh, registrando uma variação negativa de 1,8%. E no ano de 2020 é de 4,1% quando comparada a 2019, com 269.290 GWh.

A EPE destaca que a redução no consumo foi puxada pelas classes industrial e principalmente a comercial que continuaram impactadas pelos efeitos do distanciamento social imposto pela covid-19.

A classe Industrial recuou 1,6%, uma taxa negativa mais suave em relação aos últimos meses, puxada pelos recuos das regiões Sul (3,9%), Nordeste (2,4%) e Sudeste (2,2%). Em relação aos ramos industriais, as reduções mais significativas no consumo industrial em julho ocorreram nos setores automotivos (24,3%) e têxtil (14%).

No mesmo sentido, a classe Comercial continuou em julho impactada pelo distanciamento social. A retração foi de 14,2% com redução generalizada do consumo entre as regiões do país.

No sentido contrário está o consumo Residencial, com expansão de 6,6% em julho, a maior alta no ano. Na avaliação da EPE, as regiões Sul (8,8%) e Sudeste (6,6%) tiveram importante contribuição para esse resultado, crescendo bem acima da média dos últimos 12 meses, cujos índices ficaram em 3,4% e 0,3%, respectivamente.

Em julho as regiões Norte e Centro Oeste apresentaram elevação de 2,7%) e de 0,1% ante o mesmo mês de 2019. Já o Sudeste teve queda de 1,9%), o Sul de 2,1% e o Nordeste de 2,5%.

Junho
Os dados de junho foram divulgados em conjunto com julho por conta de um ataque cibernético, que adiou a publicação. No último período do primeiro semestre, reportou a EPE, o consumo total de energia elétrica recuou 7,3%, sendo uma redução de 8% no cativo e de 6% no ACL.

No acumulado da primeira metade de 2020 a queda estava em 4,5%, com um volume de 231.574 GWh. Em 12 meses esse indicador era de redução de 1,7%.

Por classe de consumo a retração em junho foi de 21,4% na Comercial, 9,4% na Industrial e de 4,7% na classificação outros. Na Residencial houve crescimento de 2,9%, refletindo as medidas de isolamento decorrentes da pandemia. Naquele mês, todas as regiões geográficas tiveram queda no consumo, no Norte foi de 0,5%, Nordeste de 6,7%, Sudeste 8,9%, Sul 7,8% e no Centro Oeste de 3,8%.