Cemig usa helicóptero na reconstrução de LD danificada por queimadas

Aeronave evitou corte de vegetação densa em área da Serra da Mantiqueira, além de agilizar o transporte de estruturas e evitar desligamento de energia para cerca de 3 mil clientes

As queimadas que persistem por diversos estados brasileiros também chegaram em Minas Gerais, causando prejuízos não só para os animais e a natureza, mas também para a rede elétrica. Na última quarta-feira (16), a Cemig mobilizou uma força-tarefa especial para a reconstrução de duas estruturas da linha de distribuição que abastece a cidade de Santa Rita do Jacutinga, no Sul estado. As estruturas foram danificadas pelo fogo em uma área de difícil acesso na Serra da Mantiqueira, o que exigiu a utilização de um helicóptero.

De acordo com o supervisor de Operação da companhia, Derli Francisco de Carvalho, todo o material necessário para a operação foi transportado pela aeronave, uma vez que a mata fechada e o caminho íngreme, no topo da serra, dificultariam o transporte por meio de outros meios.

Trabalhos duraram três dias em área de difícil acesso na Serra da Mantiqueira (Foto: Cemig)

“Com o helicóptero evitamos a supressão de vegetação e também agilizamos a execução dos serviços, que duraram três dias, evitando desligamento de energia para cerca de 3 mil clientes da região”, explicou o supervisor, contabilizando a mobilização de 34 colaboradores próprios e contratados, cinco caminhões, cinco caminhonetes além da aeronave que transportou quatro postes de 11 metros, duas cruzetas de 5 metros, ferramentas e outros materiais.

Nos sete primeiros meses de 2020, a concessionária registrou 93 ocorrências envolvendo queimadas no sistema elétrico de Minas Gerais e que prejudicaram o fornecimento de energia para cerca de 43 mil clientes da companhia.