Reajuste da Santa Maria será de 16,89%

Compra de energia foi o item que mais pesou na tarifa, com participação no índice de 6,14%

Os consumidores da Empresa Luz e Força Santa Maria (ES) terão terão aumento tarifário médio de 16,89% a partir desta terça-feira, 22 de setembro. O impacto médio será de 15,86% para os clientes conectados em alta tensão e de 17,13% para os de baixa tensão.

A compra de energia foi o item de custo que mais pesou no reajuste anual da distribuidora, com 6,14% do índice total, seguida dos custos de transmissão, com 4,53%, dos encargos setoriais, com 3,78% e do efeito de alta de 2,09%, provocado pelo retorno de componentes financeiros que ficaram fora da tarifa dos últimos 12 meses. Já a parcela de distribuição teve participação de 0,32%.

De acordo com a Aneel, o uso de recursos do empréstimo da Conta Covid para cobrir itens financeiros contribuiu para reduzir o efeito médio em 6,46%. A distribuidora também solicitou o adiamento da aplicação do componente financeiro relacionado à previsão do risco hidrológico, que teria um impacto tarifário de 4,26% no reajuste. A Santa Maria atende cerca de 116 mil unidades consumidoras na cidade de Colatina (ES).