RGE usa nova tecnologia para evitar desarmes durante execução de obras

Big Jumper permite energizar circuitos de média tensão e manter o fornecimento para as redes que seriam desligadas em intervenções convencionais

A RGE começou a usar um novo equipamento que mantém o fornecimento de energia para clientes de regiões afetadas pela execução de obras pontuais e que exigem o desligamento da rede. O chamado Big Jumper é um cabo isolado conectado à malha de média tensão, sendo utilizado em momentos de reparo ou manutenção no sistema, como troca de postes, cabos ou transformadores.

Segundo a companhia, é possível transferir a carga de uma parcela dos clientes para outras redes através de manobras remotas, a partir do Centro de Operações Integrado da distribuidora em São Leopoldo (RS), mas em alguns casos o remanejo não é completo, com muitos consumidores ficando sem eletricidade.

É aí que entra a nova tecnologia aprovada pela Engenharia do Grupo CPFL, criando um caminho alternativo para que a energia chegue às redes de distribuição e garantindo o abastecimento a todos que não puderam ser remanejados.

O projeto piloto começou no dia 22 de setembro  durante uma obra de troca de postes na Região Metropolitana, mostrando que 800 clientes ficariam desligados até que o serviço fosse finalizado, caso a solução não tivesse sido adotada.