Copel pronta para inaugurar este ano primeira usina de GD solar

Usina de 5,36 MWp em Bandeirantes e vai abranger geração compartilhada e autoconsumo remoto

A primeira usina solar da Copel, em construção no município de Bandeirantes, no Norte do Paraná, está recebendo a parte final das estruturas e módulos fotovoltaicos. A linha de distribuição que vai conectar os parques geradores à rede da Copel também já está em fase de implantação. O sistema vai ter potência instalada total de 5,36 MWp e a primeira fase deve entrar em operação ainda em 2020. O superintendente da Diretoria de Desenvolvimento de Negócios da Copel, Ricardo Rothstein, se mostra satisfeito com o andamento do projeto, que estará à disposição de clientes comerciais e industriais que desejem economizar energia.

No modelo oferecido pela Copel, o consumidor não precisa fazer investimento inicial. A companhia implanta e opera as unidades de geração distribuída de energia e o cliente assina um contrato de aluguel da usina, obtendo desconto na fatura de energia. Os parques em Bandeirantes vão funcionar em regime de minigeração distribuída, em que a energia gerada é utilizada para compensar o consumo de energia elétrica, resultando em desconto na fatura do consumidor. O projeto vai abranger duas modalidades: geração compartilhada e autoconsumo remoto. O projeto de Bandeirantes é implantado em parceria com a Sistechne participações.

A Copel pretende desenvolver outros projetos semelhantes, inicialmente para clientes comerciais e industriais. Empresas interessadas em compensar seu consumo de energia por meio da geração distribuída podem entrar em contato com a Copel através do site www.copel.com/geracao-distribuida.