Atraso em estações hidrométricas rende multa de R$ 34 mil à Amazonas

Equipamentos deveriam ter sido instalados na UHE Balbina

A Amazonas Geração e Transmissão terá de pagar multa de R$ 34,3 mil por descumprimento do cronograma de implantação de estações de observação hidrológica na usina hidrelétrica de Balbina. O prazo de montagem dos equipamentos e de entrega dos relatórios à Agência Nacional de Águas terminou em dezembro de 2014, mas tinha sido adiado para 2017.

A empresa foi multada em 2018, após a fiscalização da Agência Nacional de Energia Elétrica constatar que ela  não  tinha cumprido a Resolução Conjunta nº 3, da Aneel e da ANA, mesmo tendo obtido duas extensões de prazo. A primeira delas  postergou a data de conclusão para fevereiro de 2016 e o segunda para julho de 2017. A penalidade aplicada pelos fiscais era da ordem R$ 48 mil,  mas foi reduzida pela diretoria da  agencia para R$ 34 mil.