Universalização de RR será concluída até 2022

Medida contempla 15.054 ligações por meio de redes convencionais em 15 municípios, com previsão de investimentos de R$ 195,6 milhões

O plano de universalização rural da Roraima Energia foi aprovado pela Agência Nacional de Energia Elétrica nesta terça-feira, 13 de outubro. Ele estabelece limite até 2022 para cumprimento das metas de atendimento e contempla 15.054 ligações por meio de redes convencionais em 15 municípios, com previsão de investimentos de R$ 195,6 milhões.

Desse total, R$ 176 milhões serão repassados pela Conta de Desenvolvimento Energético, que custeia o Programa Luz para Todos, e R$ 19,6 milhões em recursos próprios da distribuidora. Estão previstas também 7.743 ligações por meio de sistemas isolados de geração, que serão executadas no âmbito do Programa Mais Luz para a Amazônia. O valor a ser aplicado não foi informado pela Aneel.

Grande parte da população não atendida em Roraima é formada por comunidades indígenas e ribeirinhas. Estimativa feita pela distribuidora em janeiro deste ano era de 7.200 domicílios sem atendimento nessas comunidades. Concluída a universalização do atendimento, os novos pedidos terão de ser atendidos nos prazos previstos na regulação da agência para áreas já universalizadas.