CEB D terá reajuste médio de 0,27%

Novas tarifas vão vigorar a partir de sexta-feira, 23 de outubro

As tarifas da CEB Distribuição vão aumentar em média 0,27%, sendo 2,14% em média na alta tensão e -0,49% para o segmento de baixa tensão. Com o reajuste, a tarifa residencial da empresa vai passar de R$ 518 para R$ 514/MWh, uma das mais baixas do país. O índices serão aplicados a partir da próxima sexta-feira, 23 de outubro.

Os encargos tarifários impactaram o resultado em 2,56%, mas os custos de transmissão e de compra de energia tiveram maior participação, com 5,09% e 5,77%, respectivamente. Os valores elevados são consequência do aumento das tarifas das transmissoras e do custo da energia de Itaipu, que é cotada em dólar. Já a parcela da distribuidora aumentou 0,67%.

Os  componentes financeiros também foram determinantes no reajuste. Para os próximos 12 meses, foram retirados 4,21%, em consequência do uso de recursos do empréstimo da Conta Covid, que amorteceu a tarifa em 10,20%. Além disso, foi feita a retirada de 9,61% em financeiros do processo tarifário anterior.

A CEB D atende cerca de 1,1 milhão de unidades consumidoras no Distrito Federal, que tem população de 3 milhões de habitantes.