Engie anuncia novos desafios para as startups

Objetivo é encontrar soluções para as áreas de sustentabilidade, compras e contratações e gestão de almoxarifados

A Engie Brasil lançará um novo desafio para atrair empresas inovadoras que possam ser parceiras em projetos de soluções digitais nas áreas de sustentabilidade, compras e contratações e gestão de almoxarifados. Os detalhes serão apresentados no Open Day promovido pelo LinkLab, programa de inovação aberta da Associação Catarinense de Tecnologia (ACATE), a ser realizado os dias 3, 4 e 5 de novembro, em edição totalmente online por conta da pandemia da Covid-19. As inscrições são gratuitas.

No último desafio promovido pela Engie, realizado em julho de 2020, foram selecionadas três startups que estão em negociação com a empresa para o desenvolvimento de soluções na área de inteligência de mercado.

Os projetos de inovação aberta com startups são vistos pela Engie Brasil Energia como grandes oportunidades para testar novas soluções de maneira rápida, flexível e com baixo custo. “Começamos testando em escala piloto e, se a solução for bem sucedida, existe a possibilidade de escalar a implementação na companhia. Para a startup, isso gera negócio com um grande cliente, e para a companhia, as conexões com as startups geram valor real”, informa o diretor de Novos Negócios, Estratégia e Inovação, Guilherme Ferrari

A Engie pretende buscar inovação em três áreas de atuação: sustentabilidade, compras e contratações e gestão de almoxarifado – esta última inicialmente direcionada às usinas hidrelétricas localizadas no rio Iguaçu: a hidrelétrica Salto Osório, no município de São Jorge d’Oeste (PR), e a hidrelétrica Salto Santiago, em Saudade do Iguaçu (PR).

O primeiro desafio é voltado para a “automatização do inventário das emissões de gases de efeito estufa à atmosfera”. O segundo, da área de compras e contratações, busca soluções para a “inteligência para tomada de decisão na contratação de serviços e compra de materiais”. Já o terceiro, que procura projetos de inovação para as usinas hidrelétricas localizadas no rio Iguaçu, é chamado de “controle de notas fiscais emitidas e recebidas”.

Após a inscrição, as informações das startups são enviadas às empresas, que, junto ao time LinkLab, pré-selecionam e enquadram as iniciativas de acordo com suas áreas de interesse. As startups selecionadas terão a oportunidade de apresentar seu negócio às empresas. Assim que ocorrer um match, é realizada uma reunião de alinhamento do escopo do projeto e, a partir daí, a startup passa a fazer parte da rede de inovação aberta da corporate, recebendo suporte e acompanhamento da equipe LinkLab para garantir o flow do projeto.

“Um dos grandes desafios para as startups é conseguir oportunidades para apresentar seus serviços às grandes empresas. Essa iniciativa é uma ótima chance para que essas empresas tenham acesso a diversas conexões que podem contribuir para desenvolver o seu negócio”, destaca Ferrari.