UFVs na Paraíba e Pernambuco são enquadradas junto ao Reidi

MME classificou 86 unidades geradoras e 183,7 MW em projetos da Neoenergia e Canadian Solar e que somam R$ 650,8 milhões em investimentos

O Ministério de Minas e Energia enquadrou as obras de implementação das centrais fotovoltaicas Luzia 2 e 3 junto ao Regime Especial de Incentivos ao Desenvolvimento da Infraestrutura (Reidi), envolvendo 66 unidades geradoras e um total de 119,7 MW de potência instalada no município de Santa Luzia (PB).

Com a aprovação, a Neoenergia, titular das usinas, obtém uma economia de aproximadamente R$ 43,4 milhões com os encargos PIS/PASEP e Confins, ficando o aporte total planificado em R$ 426 milhões para o projeto com prazo de execução entre outubro de 2022 e dezembro do ano seguinte.

Outro enquadramento do MME foi para as UFVs Xaxado 1 e 3, que somam 20 unidades e um montante de 64 MW de capacidade instalada em São José do Belmonte (PE). O período de execução dos empreendimentos vai de fevereiro do ano que vem até novembro do mesmo ano, com aporte definido em R$ 224,8 milhões livre das taxas, e com a Canadian Solar obtendo incentivo fiscal de aproximadamente R$ 22,9 milhões.