Eletrobras aceita acordo de leniência com Camargo Corrêa e vai receber R$ 116,8 milhões

Estatal vai receber em 24 prestações anuais por prejuízos revelados pela operação Lava Jato

A Eletrobras informou em comunicado ao mercado na última segunda-feira, 26 de outubro, que assinou a adesão ao Acordo de Leniência firmado pela Controladoria-Geral da União e Advocacia Geral da União com a Camargo Corrêa, para o ressarcimento, em relação a empreendimentos dos quais participa, direta ou indiretamente, por meio de suas controladas. O valor total do ressarcimento é de R$ 116.899.419,32 e Chesf, Eletronorte, Furnas, além da própria holding, são a empresa beneficiadas. O pagamento será feito em 24 parcelas anuais a serem corrigidas pela Selic. A Eletronorte vai receber o maior montante, de R$ 38.498.514,62.

De acordo com o comunicado, esta é uma chance de retornar para a Eletrobras parte de recursos que ela tem direito devido aos prejuízos causados pela construtora em esquema de corrupção revelado pela Operação Lava Jato. Ainda de acordo com a Eletrobras, a assinatura do acordo também garante o acesso às informações e documentos obtidos, de modo a avaliar se há outras medidas de ressarcimento a serem adotadas.