Itaú se associa à Abraceel visando mercado de comercialização

Banco se junta a Santander e BTG como associado da Abraceel e reforça movimento entre instituições financeiras

O desenvolvimento do mercado livre de energia elétrica e sua perspectiva de ampliação têm levado bancos a se associarem à Associação Brasileira de Comercializadores de Energia (Abraceel). O mais novo caso é o Itaú Unibanco, que recentemente criou uma comercializadora para negociar contratos dentro do setor, juntando-se a outras instituições financeiras que vêm atuando ativamente neste mercado, como BTG Pactual, Santander, Banco ABC Brasil e Banco Plural.

O movimento está alinhado com o fato que a partir 1º de janeiro de 2021, a barreira de entrada no nesse segmento será reduzida para 1,5 MW, passando a incluir shoppings. Já para 2022, os supermercados devem ser o foco, com o comércio e serviços com demanda superior a 500 kW partir de 2023.

Atualmente, para ser um Consumidor Livre a exigência é possuir no mínimo 2 MW de demanda contratada por mês. Hoje, esse ambiente de contratação representa em torno de 33% de toda a energia consumida em território nacional e 86% da energia da indústria.